Sabores da Minha Infância

Quiche de bacalhau ao creme de milho

Deixe um comentário

Ingredientes: (massa)
• 250 g de farinha de trigo peneirada
• 140 g de manteiga ou margarina sem sal
• 1 colher de sopa de iogurte natural
• 1 ovo inteiro ligeiramente batido (tamanho pequeno)
• 2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado fino
• 1 pitada de sal
• 1 pitada de fermento em pó royal

Modo de Preparo:
• Coloque todos os ingredientes em um marinex grande e vá amassando
com as pontas do dedos até obter uma massa macia e maleável.
• Deixe a massa descansar por 10 minutos na geladeira e forre forminhas
individuais para quiches (fundo e lados).
• Fure com uma garfo, aplique o recheio, o cobertura e salpique o parmesão
ralado por cima e leve ao forno a 180ºc. aproximadamente.
Ingredientes: (recheio)
• 5 colheres de sopa de azeite bom
• 1 dente de alho socado
• 1 cebola média ralada
• 300 g de bacalhau de milhado e aferventado
• ½ lata de milho verde sem água
• ¼ de xícara de chá de salsinha picada
• sal, pimenta branca e temperos a gosto

Ingredientes: (cobertura)
• ½ lata restante do milho verde batido com a água liqüidificador
• 1 copo de creme de leite fresco sem bater
• 2 ovos ligeiramente batidos
• 100 g de queijo prato ralado em ralo grosso
• 100 g de requeijão cremoso (de baldinho)
• sal, pimenta branca e noz-moscada ralada a gosto
Modo de Preparo:
• Misture todos os ingredientes em um marinex grande e tempere a gosto e
empregue.

Montagem:
• Forre o fundo e lados de forminhas para quiches com a massa, misture ao
recheio uma parte da cobertura e coloque sobre a massa ainda crua, terminando
com o restante da cobertura.
• Salpique parmesão ralado fino por cima e leve ao forno.

Esta é uma das muitas receitas do Álvaro Rodrigues que venho aqui prestar minha homenagem. Tudo que ele criou é muito bom.

Autor: Celia Rabello

Eu sou Célia Rabello, chef de cozinha tenho um buffet e uma fabrica de massas frescas da cozinha Italiana. Aninha e suas pedras Não te deixes destruir... Ajuntando novas pedras e construindo novos poemas. Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça. Faz de tua vida mesquinha um poema. E viverás no coração dos jovens e na memória das gerações que hão de vir. Esta fonte é para uso de todos os sedentos. Toma a tua parte. Vem a estas páginas e não entraves seu uso aos que têm sede. Cora Coralina

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s